Compartilhar

Estresse, ansiedade e depressão. Entenda como diferenciá-las!

É bem verdade que o estresse, ansiedade e depressão andam de mãos dadas.

É bem verdade que o estresse, ansiedade e depressão andam de mãos dadas. Também é comum que, em uma pessoa, um possa desencadear o outro é até ocorrer ao mesmo tempo. Por exemplo, uma pessoa que sofre de estresse crônico, não busca tratamento adequado e acaba evoluindo para um quadro de ansiedade ou depressão.  

Mas a verdade é que o estresse, ansiedade e depressão apresentam sintomas, causas e tratamentos bem diferentes. Saber como diferenciá-los é o primeiro passo para buscar um tratamento adequado, seja para você ou para alguém próximo.  

Portanto, se você quer saber melhor sobre essas doenças e descobrir como diferenciar o estresse, ansiedade e depressão, continue lendo este artigo!  

Estresse, ansiedade e depressão: por que é importante diferenciá-los?  

Se você sofre de uma doença física, como a diabetes, por exemplo, você precisa tomar uma série de cuidados no seu dia a dia para não piorar os sintomas e/ou desencadear crises. 

Quando falamos de uma doença mental, como são o estresse, ansiedade e depressão, as pessoas não costumam pensar da mesma forma. Afinal, é difícil reconhecer uma doença quando ela não aparece nos exames, não é?

Mas esse é um erro muito grave. Assim como qualquer patologia, as doenças mentais causam uma série de transtornos na vida pessoal, profissional e social.  

Uma pessoa que sofre com ansiedade tende a estar sempre mais preocupada, mais nervosa e sempre espera que algo de negativo aconteça, mesmo em situações completamente imaginárias. 

No trabalho, por exemplo, essa pessoa vai se sentir mais insegura na hora de participar de uma reunião importante, apresentar um projeto ou simplesmente resolver um problema simples – o que, na sua cabeça, sempre terá uma dimensão maior.

E isso não acontece tanto com quem sofre de ansiedade, quanto os que sofrem com estresse e depressão. Por isso a importância de descobrir o que está sentindo e buscar um tratamento adequado.  

Quais são as definições de estresse, ansiedade e depressão? 

1) Estresse  

O estresse é uma reação natural e necessária do nosso corpo para nos alertar em situações de perigo.

É uma resposta que o nosso cérebro fornece quando estamos diante de uma situação de risco, provocando uma série de reações no nosso corpo. A liberação de substâncias, como a adrenalina, e aumento da pressão sanguínea e dos batimentos cardíacos. Tudo isso serve para nos deixar alerta, como um mecanismo de defesa.  

O problema é que nos dias atuais nós ficamos expostos a uma série de situações de estresse que desencadeiam todas essas reações químicas, mas não há nenhum perigo. Algumas dessas situações são: o trânsito, problemas nos relacionamentos, o excesso de trabalho e dificuldades financeiras.

Quando esse estado de tensão se prolonga e essas reações químicas continuam a ser liberadas no nosso organismo (uma grande quantidade do hormônio de adrenalina, por exemplo), compromete uma série de funções vitais porque o nosso corpo não está preparado para a grande quantidade de substâncias que está recebendo. E é daí que nasce a doença estresse.  

Principais sintomas do estresse:

  • alterações bruscas de humor;
  • problemas de atenção;
  • falta de concentração;
  • problemas digestivos;
  • insônia;
  • dores musculares; 
  • irritações na pele (coceira, manchas vermelhas);  
  • queda de cabelo; 
  • hipertensão; 
  • problemas de memória. 

2) Ansiedade 

Vamos imaginar o seguinte: você tem uma reunião muito importante no trabalho e à medida que o horário da reunião se aproxima, você se sente mais nervosa. As mãos ficam mais suadas, os pés inquietos e bate aquele frio na barriga. No entanto, depois que a reunião passa, esses sintomas desaparecem e você volta a sua rotina.

Para as pessoas que sofrem de ansiedade, esse estado de preocupação não desaparece nunca. E, pior, ele pode aparecer mesmo que não haja nenhum compromisso ou problema.  

A ansiedade pode ser explicada como um estado constante de apreensão diante de acontecimentos e situações cotidianas, sejam eles reais ou imaginários.

É como se o indivíduo sempre esperasse que algo de negativo fosse acontecer e está sempre preocupado com o “amanhã” e, quando o ele chega, fica preocupado com o “depois”. Esse estado de vigilância e atenção tende a prejudicar não só a saúde mental, mas todo o funcionamento do corpo.  

Sintomas da ansiedade:  

  • medos exagerados ou irracionais;  
  • incapacidade de relaxar;  
  • falta de controle sobre os pensamentos;  
  • falta de ar; 
  • tremores; 
  • sudorese; 
  • aumento dos batimentos cardíacos;  
  • dor no peito;  
  • sensação contínua que algo de ruim vai acontecer;  
  • insegurança. 

3) Depressão  

Muitas vezes chamada de uma “tristeza profunda”, a depressão está para além dessa definição.

É uma doença psíquica relacionada a um transtorno de humor em que a emoção passa a controlar a pessoa, fazendo o desânimo, a fadiga e a tristeza se instalarem no dia a dia do indivíduo. Assim, perde-se toda a motivação até mesmo para os hábitos mais comuns, como tomar banho ou assistir televisão.  

A depressão tem uma gama de causas possíveis. O estresse, por exemplo, pode desencadear uma depressão em uma pessoa que já é predisposta. 

Desequilíbrios metabólicos e/ou hormonais também contribuem para o desenvolvimento do quadro. Mas os mais comuns são os traumas, como o luto, desemprego, doenças, separação e outros. 

A partir de um desses acontecimentos, o cérebro sofre alterações químicas que estimulam sentimentos negativos e ele precisa de ajuda adequada para voltar ao seu funcionamento normal.  

Sintomas da depressão:  

  • presença constante de pensamentos negativos; 
  • sentimento de culpa; 
  • baixa autoestima; 
  • falta de ânimo;  
  • fadiga; 
  • apatia; 
  • irritabilidade; 
  • queda de cabelo; 
  • perda do apetite.  

Agora, você já sabe as principais características que diferem estresse, ansiedade e depressão. Independente de qual seja, todas essas doenças exigem orientação médica e tratamento especializado, pois o seu agravamento pode levar a quadros ainda piores. Por isso, não hesite em procurar ajuda.  

O Rituaali Clínica e SPA conta com um corpo de profissionais especializados em tratar o estresse, ansiedade e depressão, além de um programa voltado apenas para o combate dessas patologias e diminuição dos sintomas.

Saiba mais em: rituaali.com.br.

Compartilhar

Comentários